quinta-feira, 11 de março de 2010

Uma decisão para 2010


De que lado do balcão você vai estar em julho de 2010? Dentro de um aquário ou no oceano?


As pessoas se assustam com essa provocação. Acham que é muito tarde, ou muito cedo, para tomar uma decisão tão séria assim. O fato é que as pessoas perderam o costume de sonhar e a coragem de se colocar no futuro e, de lá, olhar o presente. Ainda não entenderam que é preciso gerenciar o presente com base no futuro. Raciocinam sempre armadas com uma retomada do passado. A maioria passa cerca de 90% do tempo lembrando de onde veio, 9% justificando onde está e apenas 1% do tempo pensando a onde quer chegar.
Bem, já é tempo de colocar essa pirâmide de cabeça para baixo. O importante não é de onde você veio, nem onde você está, mas aonde quer chegar! Quem se fixa no passado não consegue se mexer em direção ao oceano que espera, onde pode nadar de braçadas. Se acomoda, se cerca de pessoas invejosas e pessimistas, inibe qualquer iniciativa que um filho, um aluno ou um subordinado tenta para encontrar um caminho do grande mar. Cria rituais e regras de convivência no aquário como se fosse do tamanho do mundo. Não é!
Mas que aquário é esse que aprisiona a maioria das pessoas? Pode ser uma empresa, um cargo, um chefe manipulador. Pode ser um contrato mal assinado, um cartão de crédito que nos torna reféns de dívidas. Pode ser também um acontecimento indesejado, uma doença, uma catástrofe.
Esse aquário é principalmente algo que carregamos dentro de cada um de nós, um modelo mental cheio de valores, crenças, preconceitos, normas e verdades que acabam nos impedindo de achar o caminho do oceano. O aquário está dentro de você. Seu maior concorrente é você mesmo. O primeiro passo para a libertação é pensar em julho de 2010 e fazer agora esta escolha intíma: aquário ou oceano? Eis a questão.



Nenhum comentário:

Postar um comentário